Política de Privacidade

A SIC – SOCIEDADE INDEPENDENTE DE COMUNICAÇÃO, S.A., com sede na Rua Calvet de Magalhães, n.º 242, 2770-022 Paço de Arcos, com o número único de matrícula e pessoa coletiva 501940626 (doravante designada por a “Empresa”), enquanto responsável pelo tratamento, está empenhada em proteger a privacidade e os dados pessoais dos utilizadores do serviço Opto. Neste contexto, a Empresa elaborou a presente Política de Privacidade, a qual descreve que dados pessoais podem ser recolhidos, para que finalidades poderão os mesmos ser tratados, como serão tratados, com quem poderão ser partilhados, durante quanto tempo são conservados, bem como as vias de que dispõem os utilizadores caso pretendam exercer os direitos que a lei lhes confere relativamente aos seus dados pessoais.

A Empresa procede à recolha e tratamento de dados pessoais no estrito respeito e cumprimento da legislação de proteção de dados pessoais em vigor em cada momento, nomeadamente, o Regulamento (UE) 2016/679 do Parlamento Europeu e do Conselho, de 27 de abril de 2016, relativo à proteção das pessoas singulares no que diz respeito ao tratamento de dados pessoais e à livre circulação desses dados (doravante o "RGPD") e a Lei n.º 58/2019, de 8 de agosto, que assegura a execução, na ordem jurídica nacional, do RGPD (doravante a “LERGPD”).

Caso pretenda saber mais sobre os tratamentos que fazemos dos seus dados pessoais, convidamo-lo a contactar-nos através dos contactos abaixo indicados.

O QUE SÃO DADOS PESSOAIS?

Dados pessoais são quaisquer informações, de qualquer natureza e independentemente do respetivo suporte, incluindo som e imagem, relativas a uma pessoa singular identificada ou identificável.

É considerada identificável uma pessoa singular que possa ser identificada, direta ou indiretamente, em especial por referência a um identificador, designadamente um nome, um número de identificação, dados de localização, identificadores por via eletrónica ou a um ou mais elementos específicos da sua identidade física, fisiológica, genética, mental, económica, cultural ou social dessa pessoa singular.

EM QUE CONSISTE O TRATAMENTO DE DADOS PESSOAIS?

O tratamento de dados pessoais consiste numa operação ou conjunto de operações efetuadas sobre dados pessoais ou sobre conjuntos de dados pessoais, através de meios automatizados ou não, tais como a recolha, o registo, a organização, a estruturação, a conservação, a adaptação ou alteração, a recuperação, a consulta, a utilização, a divulgação por transmissão, difusão ou qualquer outra forma de disponibilização, a comparação ou interconexão, a limitação, o apagamento ou a destruição.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE DADOS PESSOAIS QUE TRATAMOS E QUAL A FINALIDADE DO RESPETIVO TRATAMENTO?

Para podermos prestar-lhe os nossos serviços ou enviar-lhe as nossas comunicações, necessitamos de tratar os seus dados pessoais. Para facilidade de compreensão do fundamento e das condições em que procederemos ao tratamento dos seus dados pessoais, optámos por enunciar a informação necessária na tabela que se segue:

Na eventualidade de virmos a necessitar de quaisquer dados pessoais adicionais para estas ou quaisquer outras finalidades, teremos sempre o cuidado de lho comunicar, solicitando o seu consentimento quando aplicável e prestando-lhe novamente toda a informação necessária a que possa compreender o motivo e as condições do tratamento.

QUAIS SÃO OS SEUS DIREITOS ENQUANTO TITULAR DE DADOS PESSOAIS? ?

Qualquer utilizador, enquanto titular de dados pessoais goza dos seguintes direitos no que respeita ao tratamento dos seus dados pessoais:

  1. Direito de acesso: sempre que o solicitar, pode obter confirmação sobre se os seus dados pessoais são ou não objeto de tratamento pela Empresa e aceder a informação sobre os mesmos, como por exemplo, quais as finalidades do tratamento, quais os prazos de conservação, entre outros;
  2. Direito de retificação: sempre que considerar que os seus dados pessoais estão incompletos ou inexatos, pode requerer a sua retificação ou que os mesmos sejam completados;
  3. Direito a retirar o seu consentimento: Nos casos em que o tratamento dos dados seja feito com base no seu consentimento, poderá retirar o consentimento em qualquer momento. Salientamos, porém, que a revogação do consentimento não compromete a licitude do tratamento efetuado com base no consentimento previamente dado;
  4. Direito ao apagamento pode solicitar que os seus dados pessoais sejam apagados quando se verifique uma das seguintes situações: (i) os dados pessoais deixem de ser necessários para a finalidade que motivou a sua recolha ou tratamento; (ii) retire o consentimento em que se baseia o tratamento de dados e não exista outro fundamento jurídico para o mesmo; (iii) apresente oposição ao tratamento dos dados e não existam interesses legítimos prevalecentes, a avaliar caso a caso, que justifiquem o tratamento; (iv) os dados pessoais tenham sido tratados ilicitamente; (v) os dados pessoais tenham que ser apagados ao abrigo de uma obrigação jurídica; ou (v) os dados pessoais tenham sido recolhidos no contexto da oferta de serviços da sociedade de informação;
  5. Direito à limitação do tratamento: pode requerer a limitação do tratamento dos seus dados pessoais nos seguintes casos: (i) se contestar a exatidão dos seus dados pessoais durante um período de tempo que permita à Empresa verificar a sua exatidão; (ii) se considerar que o tratamento é ilícito; (iii) se a Empresa já não precisar dos dados pessoais para fins de tratamento, mas esses dados forem necessários para efeitos de declaração, exercício ou defesa de um direito num processo judicia; ou (iii) se tiver apresentado oposição ao tratamento e não exista um interesse legítimo prevalecente da Empresa;
  6. Direito de portabilidade: poderá solicitar à Empresa a entrega, num formato estruturado, de uso corrente e de leitura automática, os dados pessoais por si fornecidos. Tem ainda o direito de pedir que a Empresa transmita esses dados a outro responsável pelo tratamento, desde que tal seja tecnicamente possível. Note que o direito de portabilidade apenas se aplica nos seguintes casos: (i) quando o tratamento se basear no consentimento expresso ou na execução de um contrato; e (ii) quando o tratamento em causa for realizado por meios automatizados;
  7. Direito de não ficar sujeito a decisões individuais exclusivamente automatizadas apesar de podermos traçar o seu perfil de modo a realizar campanhas de marketing direcionadas, não tomaremos decisões que o afetem com base em processos exclusivamente automatizados, salvo nos casos expressamente previstos na lei;
  8. Direito de apresentar reclamações junto da autoridade de controlo: Caso pretenda apresentar alguma reclamação relativamente a matérias relacionadas com o tratamento dos seus dados pessoais poderá fazê-lo junto da Comissão Nacional de Proteção de Dados, a autoridade de controlo competente em Portugal. Para mais informações, aceda a www.cnpd.pt .

Como PODE exercer os seus direitos?

Pode exercer os seus direitos através dos seguintes canais:

  • E-mail : pode exercer os seus direitos através de e-mail, para o endereço privacidade.opto@sic.pt
  • Carta: pode exercer os seus direitos através de carta, dirigida a SIC – Sociedade Independente de Comunicação, S.A., e enviada para a morada: Rua Calvet de Magalhães, n.º 242, 2770-022 Paço de Arcos.

QUAIS AS MEDIDAS ADOTADAS PELA EMPRESA PARA ASSEGURAR A SEGURANÇA DOS SEUS DADOS PESSOAIS?

A Empresa assume o compromisso de garantir a segurança dos dados pessoais que lhe são disponibilizados, tendo aprovado e implementado rigorosas regras nesta matéria. O cumprimento destas regras constitui uma obrigação de todos aqueles que legalmente aos mesmos acedem.

Tendo presente a preocupação e empenho que a Empresa revela na defesa dos dados pessoais, foram adotadas diversas medidas de segurança, de caráter técnico e organizativo, de forma a proteger os dados pessoais que lhe são disponibilizados contra a sua difusão, perda, uso indevido, alteração, tratamento ou acesso não autorizado, bem como contra qualquer outra forma de tratamento ilícito.

Adicionalmente, as entidades terceiras que, no âmbito de prestações de serviços, procedam ao tratamento de dados pessoais em nome e por conta da Empresa, estão obrigadas a executar medidas técnicas e de segurança adequadas que, em cada momento, satisfaçam os requisitos previstos na legislação em vigor e assegurem a defesa dos direitos do titular dos dados.

EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS EXISTE COMUNICAÇÃO DOS SEUS DADOS PESSOAIS A OUTRAS ENTIDADES, SUBCONTRATANTES OU TERCEIROS?

Os seus dados pessoais podem ser transmitidos a subcontratantes para que estes os tratem por conta da Empresa. Neste caso a Empresa tomará as medidas contratuais necessárias para garantir que os subcontratantes respeitam e protegem os dados pessoais do titular.

  • - Empresas dentro do grupo Impresa (poderá encontrar a lista completa http://www.impresa.pt/ );
  • - Empresas com quem a Empresa desenvolva parcerias no âmbito e para efeitos de prestação do serviço OPTO, designadamente para envio de comunicações e apoio ao cliente através de contact center, assim como ferramentas de análise e métricas;
  • - Entidades a quem os dados tenham de ser comunicados por força da lei (como, por exemplo, a autoridade tributária).

EM QUE CIRCUNSTÂNCIAS TRANSFERIMOS OS SEUS DADOS PESSOAIS PARA UM PAÍS TERCEIRO?

A prestação de determinados serviços pela Empresa pode implicar a transferência dos seus dados para fora de Portugal, incluindo para fora da União Europeia.

Em tal caso, a Empresa cumprirá rigorosamente as disposições legais aplicáveis, nomeadamente quanto à determinação da adequabilidade do(s) país(es) de destino no que respeita a proteção de dados pessoais e aos requisitos aplicáveis a tais transferências, incluindo, sempre que aplicável, a celebração dos instrumentos contratuais adequados e que garantam e respeitem as exigências legais em vigor.

COMO PODE FICAR A CONHECER EVENTUAIS ALTERAÇÕES À POLÍTICA DE PROTEÇÃO DE DADOS PESSOAIS DA EMPRESA?

É política da Empresa cumprir as disposições legais, regulamentares e normativas que regem a privacidade e a proteção dos dados em todos os países, sem exceção, onde desenvolve a sua atividade, pelo que, sempre que necessário, ajustaremos a presente Política de forma a garantir o cumprimento do quadro normativo aplicável.

Por isso, aconselhamos que consulte o site opto.sic.pt, onde estas informações estarão a todo o tempo atualizadas, para que possa sempre estar ao corrente do tratamento que é feito dos seus dados.

Sempre que ocorram alterações relevantes em matéria de tratamento dos seus dados pessoais, a Empresa irá informá-lo através de aviso no site opto.sic.pt ou através dos outros canais de comunicação normalmente utilizados para o efeito.

COOKIES

Para obter informação sobre como utilizamos cookies e o que poderá fazer para gerir ou limitar a sua utilização, consulte a nossa Política de Cookies.

Versão 1.0

Atualizado em novembro de 2020